Tel:253 278 281 Tlm:96 53 56 636 Fax:253 213 958 Email:info@jovemcoop.com

Publicações


Crónica A Voz à Juventude (14) VOZES

Artigo publicado no Correio do Minho




"Correio do Minho" 29/10/2012


A presente crónica foi escrita a pensar, concretamente, num evento balizado no tempo.

Mas a pertinência do texto pretende reforçar que a cooperação e o entendimento entre instituições e demais entidades podem criar valores acrescentados ao cenário cultural da cidade de Braga.


Vozes


A vida associativa reflete, quase sempre, os sonhos, as ideias, as determinações e os projetos de cada indivíduo que partilha esses ideais com os restantes associados.

No âmbito da Braga2012: Capital Europeia da Juventude, os “nossos amigos” do Grupo Coral de Guadalupe (GCG) propuseram realizar um espetáculo musical que retrate a vivência de um grupo, ao longo de uma linha de tempo. Este tempo de vida de uma coletividade não tem de se eternizar e os grupos só justificam a sua existência enquanto perseguirem uma missão e conseguirem concretizar os seus objetivos.

Mas todos os grupos, como associações, empresas e ideias têm um período de infância, isto é, um período de aprendizagem, de crescimento e encontrar um “lugar ao sol”. Tal como num percurso de vida, os grupos também têm um período de juventude, onde depositam as suas energias em prol das dinâmicas e da interação em sociedade.

A seguir ao período de maior dinamismo, vem o de consolidação de ideias, de maturação de projetos e de maior ponderação e equilíbrio, numa fase em que o grupo deve estar disponível para partilhar os ensinamentos e experiências.

No próximo sábado, dia 03 de novembro, o GCG levará ao palco do Theatro Circo um espetáculo que permite divulgar alguns dos grupos de Braga, que produzem dos melhores projetos musicais da nossa cidade. Foram convidados para este evento, dois grupos de cariz infantil (o Coro Infantil do Externato Paulo VI e a ACIJE) para mostrar como desde a infância se pode dar o contributo válido na participação em grupo, dinamizando as crianças a serem o veículo da mensagem musical. Enquanto cantam, aprendem a viver em grupo e a respeitar o colega do lado, porque uma voz não se deve sobrepor à outra, mas trabalharem em cooperação.

Também os grupos jovens estarão presentes, destacando a participação do Grupo Coral Polifónico da Paróquia de S.Victor e do Grupo Apocalipse. Esta faixa etária visa mostrar o empenho e a energia que emana dos jovens que se põem à disposição da sociedade, sobretudo neste ano de BragaCEJ. Como convidados especiais, dando um cariz internacional a este evento, estará presente o Coro Cantemos, da localidade vizinha Ponteareas, vindos da Galiza, grupo esse que se desdobra de um grupo adulto, o Coral Obradoiro que já atuou em Braga num passado recente.

É precisamente com esta mensagem de partilha e de incentivo que chegamos à fase adulta, em que os Grupos devem refletir a sua experiência e impulsionar o aparecimento de novos grupos e coletividades que façam render os seus talentos.

Assim, fechando o espetáculo, o GCG irá dar enlevo às parcerias criadas ao longo dos seus 26 anos de existência e provando que um Coro de cariz litúrgico, sem nunca esquecer a sua principal missão, pode dinamizar e provocar vários momentos de cultura.

E melhor de que momentos de cultura singulares, são aqueles que ocorrem com fins solidários, algo que muito tem sido caro a este nosso grupo de amigos. Assim o é com os Reis Solidários, assim o é com a Missão “Tricotar o Natal” ou o “Põe Azeite”, sem esquecer as atuações do Dia Internacional do Idoso ou a Festa no Bairro da Freguesia de S.Victor.

O GCG também tem vindo a ser incentivado com as colaborações do Coro Porta Nova ou dos“Os Sinos da Sé” a descobrir que a música clássica, os espirituais negros ou a dança popular e folclórica são expressões culturais que enriquecem qualquer evento e promovem salutares momentos de convívio.

Tudo isto, será posto em palco no próximo dia 03, às 21h30 no Theatro Circo, em prol da cultura de Braga e da juventude da nossa cidade. Por isso aqui fica a sugestão e o convite…assistir a um momento de cultura musical para enraizar a cultura da partilha e da vivência comunitária.


Crónica publicada no "Correio do Minho" de 29/10/2012, também disponível em http://www.correiodominho.com/cronicas.php?id=4449



voltar