Tel:253 278 281 Tlm:96 53 56 636 Fax:253 213 958 Email:info@jovemcoop.com

Publicações


Crónica A Voz à Juventude (1) CEJ2012-O apoio de que as associações necessitam

Crónicas Correio do Minho




"Correio do Minho" 06/09/2011





CEJ2012 – O apoio de que as associações necessitam



Caro Leitor,
Agradeço-lhe o tempo que despende em ler estas palavras. Aceitei, com gosto, o convite que me foi dirigido pelo Sr. Director do Correio do Minho para encetar esta colaboração com o jornal e, mensalmente, provocar alguma reflexão sobre temas vocacionados para a Juventude (fruto de um trabalho que tenho realizado à frente da associação juvenil Jovem Cooperante Natureza/Cultura). Mas aproveitarei este espaço para abordar questões da nossa cidade, onde incluirei a temática da participação cívica, urbanismo, património, cultura e ambiente.
O ano lectivo que agora se inicia vem recheado de desafios para a juventude de Braga, pois em 2012 a nossa cidade será Capital Europeia da Juventude (CEJ2012) e teremos de provar a razão dessa escolha.Restam cerca de quatro meses para o início desse grande evento que incluirá formação educacional, intercâmbios culturais, momentos de diversão e, com certeza, muito espírito de sacrifício e altruísmo de quem quer fazer desta oportunidade uma realidade que perdure pelos tempos.
Esta realização da Fundação Bracara Augusta (entidade que rege a CEJ2012) merece destaque porque porá a render os talentos dos jovens e das associações juvenis do concelho de Braga, fazendo uma mostra do que cada agremiação melhor faz (temos a felicidade de ser uma cidade com várias associações vocacionadas para áreas distintas, capazes de formar um interessante painel de actividades diversas).
A quatro meses do início da CEJ2012 ainda pouca informação é veiculada às associações. Dizem, as vozes responsáveis, que a programação e o evento necessitam de financiamento específico que o Governo e as entidades que gerem os Financiamentos Comunitários poderão conceder. Em tempos de crise financeira, o Estado preocupa-se com o equilíbrio das contas presentes e poderá relegar, para segundo plano, a formação dos jovens que constituirão o Portugal do futuro. Será difícil o Estado Central preocupar-se com a CEJ2012, logo poderemos especular que os financiamentos poderão não ser os esperados.
Mas a nossa advertência vai para a vontade das associações em realizar as suas actividades e provas de saber. Muitas vezes, mais do que financiamentos, as associações necessitam de uma palavra de força, apoio nos recursos logísticos o que lhes transmite confiança. E, com pouco, pode-se fazer muito, até porque diz-nos a experiência que grandes financiamentos podem fazer surgir eventos espampanantes, mas sem “coração” de quem os realizou. Estes eventos, desde o seu planeamento, passando pela sua organização e realização são o melhor ensinamento para os jovens, dotando-os do sentido de responsabilidade, partilha e espírito de grupo. Esto é a melhor mensagem e formação que a CEJ2012 pode conceder aos jovens. Por isso, fica aqui expresso, se houver incentivo, mesmo que não haja muito dinheiro, Braga tem condições de ser uma excelente Capital Europeia da Juventude.
Entretanto, convido o amigo leitor a deslocar-se ao Parque de Guadalupe, área verde no centro da cidade, nos próximos dias 10 e 11 deste mês. Fruto da organização de várias entidades realizar-se-ão as Grandiosas Festas em Honra de N.ª Sr.ª da Piedade e S. Marçal, evento de cariz religioso, mas com grande predominância popular. Este evento é uma das provas que dou ao amigo leitor de que com pouco, muito se consegue. A custos muito reduzidos, estas festas têm um programa muito vasto, enriquecido pela cultura popular, dando destaque aos nossos Bombeiros, verdadeiros exemplos de altruísmo e ajuda ao próximo.
Obrigado, amigo leitor, pelo tempo que me dispensou. Até breve.




voltar